ENTRENAMIENTO

TRAS EL PARTO

Certificación Avanzada

Dirigido exclusivamente a:

  • Lic/Grado CCAFyD
  • Estudiantes de 3* y 4* de CCAFyD
  • Fisioterapeutas
  • Ginecólogos/as
  • Matronas
  • Que hayan pasado el examen correspondiente al primer nivel (Certificación Básica)

DESCRIPCIÓN DEL CURSO

Estos contenidos son propiedad intelectual de Lidia Romero y Cristina Benjumea y están registrados en el mismo. Cualquier réplica o imitación es delito y será denunciada a tal efecto.

Estar embarazada no es una enfermedad, sin embargo sÍ que en el momento del parto puede producirse alguna. Por ello, es FUNDAMENTAL el trabajo interdisciplinar FISIO - PREPARADORA FÍSICA.

En este curso, Cristina, nuestra fisio y profe, nos explica aquellas posibles lesiones que pueden existir tras el parto, los tipos de tratamiento que como fisio se suelen utilizar y los aspectos esenciales sobre cómo interpretar un informe de los que realizan ellas para que desde el punto de vista del ejercicio físico/entrenamiento podamos hacer una buena progresión y evolución, sin perder de vista el aspecto de seguridad.

Además, Lidia profundizará en la Fase de Post Parto Intermedio y Avanzado, donde el objetivo de la mujer post parto no sólo se orientará al aspecto más restaurativo, como en la Cert. Básica, sino que además se verá el describirá el entorno hormonal y se darán pautas sobre el cómo abordarlo desde el entrenamiento enfocado a la mejora de la condición física y la pérdida de peso en esa fase avanzada.

ÍNDICE DE CONTENIDOS

Estos contenidos son propiedad intelectual de Lidia Romero y Cristina Benjumea y están registrados en el mismo. Cualquier réplica o imitación es delito y será denunciada a tal efecto.

CONTENIDOS

Calvície

O que causa a calvície?


A causa mais comum é a hereditária (genética) e os homens são os mais afetados. Embora existam várias causas de queda de cabelo, ao redor de 90% do total de perda capilar é causada por uma doença conhecida como Alopecia Androgenética, em que há maior sensibilidade à ação hormonal da di-hidrotestosterona, o que estimula o afinamento dos fios. Após o seu início, em geral, o que ocorre é um quadro lento e progressivo de perda capilar.




Há algum remédio ou loção que faça meus cabelos crescer novamente?


Depende do grau da calvície. Se bem inicial, os resultados são bons. Porém em graus mais avançados, o melhor tratamento é o cirúrgico. Remédios podem retardar a evolução da calvície, mas não fazem nascer novos fios onde já houve a morte da raiz. A solução permanente para a calvície é mesmo o transplante de unidades foliculares.




Existe alguma relação entre puberdade e calvície?


Infelizmente existe. O quadro da Alopécia Androgênica, ou calvície, depende da atividade hormonal da pessoa. A puberdade é um período da vida em que há grandes alterações hormonais. É comum o aparecimento da calvície nessa época.




Como, exatamente, funciona o minoxidil?


O minoxidil reverte o processo de miniaturização do pêlo na AAG ao normalizar o ciclo do folículo, prolongando a fase anágena. É nela que a matriz se mantém ativa, produzindo continuamente o fio.




Existe uma verdade científica por trás do hábito popular de associar preocupação à perda de cabelos?


Sempre que passamos por situações de medo, desespero ou angústia, o organismo produz um hormônio chamado cortisol que influencia no metabolismo celular. Anexos cutâneos como unhas e cabelos são prejudicados nessas situações. Porém esta é uma alteração passageira. Estes cabelos e unhas retornam à condição inicial. O estresse sozinho não gera calvície. A pessoa deve ter uma predisposição genética para a calvície.




Os medicamentos que são destinados a controlar ou anular a perda de cabelo, realmente funcionam?


Existem medicamentos que são aprovados pelo FDA para tratar a perda de cabelo padrão androgenética, incluindo Minoxidil (Rogaine), que é uma medicação tópica para homens e mulheres e Finasterida (Propécia), medicamento via oral. Embora esses medicamentos possam retardar e até interromper a progressão da perda capilar, em grande número de casos ocorre queda mesmo com a medicação, o que faz com que a cirurgia de Transplante Capilar seja a melhor solução para os casos mais avançados de Calvície/ Alopécia.




Eu tenho calvície. Quanto tempo levará até que eu fique completamente calvo?


Após o início da Alopecia Androgênica ( AAG) a maioria dos homens levará entre 15 e 25 anos para definir seu padrão de calvície. Alguns homens, no entanto, estarão calvos em 5 anos. Existem muitas causas para a calvície, mas são dois os fatores que definem a velocidade da miniaturização capilar: os genes e a atividade hormonal.




Como, exatamente, funciona a finasterida?


A finasterida atua de maneira diferente do minoxidil. A “estratégia” desse medicamento é atuar como bloqueador da enzima 5 alfa redutase tipo II impedindo a transformação da testosterona em DHT ( diidrotestosterona ), que é o hormônio responsável pelo processo de miniaturização dos fios.





Transplante

O que significa transplante capilar de unidades foliculares?


Naturalmente, o cabelo cresce em grupos chamados unidades foliculares. Cada unidade folicular possui de 1 a 4 fios. O transplante folicular é a técnica que proporciona o efeito mais natural e com maior rendimento, porque envolve a coleta de unidades foliculares de uma área doadora (na parte posterior e / ou nos lados da cabeça, conhecida como região occipital), onde o cabelo é geneticamente programado para crescer durante toda a vida, e sua posterior transferência para a área calva sem que ele afine com o tempo. Quando se fala em transplante unidade folicular por unidade folicular, isso se refere à colocação dos fios com o máximo de naturalidade um a um, e não utilizando as técnicas antigas (conhecidas como cabelo de boneca). Assim, os fios são colocados na área calva reproduzindo exatamente como eram os fios originais, sendo colocados os fios com características semelhantes aos originais com o máximo de densidade e reproduzindo a angulação prévia para que os fios possam ser penteados da mesma maneira que os originais.




Como são produzidas as unidades foliculares?


Com a grande evolução da técnica cirúrgica para a restauração capilar ocorrida nos últimos anos, as unidades foliculares são produzidas através do uso de potentes microscópios estereoscópicos, para minimizar qualquer perda de cabelos, sendo que o preparo das unidades foliculares é realizado durante a cirurgia pelas assistentes cirúrgicas especificamente treinadas para essa função. Microscópios são particularmente eficazes para pacientes que têm cabelos grisalhos, uma vez que a ampliação torna muito mais fácil a visualização desses fios durante a dissecção.




Quantos fios serão colocados? De quantos fios eu preciso? Quantas sessões serão necessárias?


Essa resposta depende de quantos fios já foram perdidos, depende da densidade capilar do paciente e da avaliação da sua área doadora. Cada caso é individualmente avaliado, para avaliação das expectativas do paciente, da área a ser preenchida por novos fios e de quantas unidades foliculares o paciente pode doar (avaliação da área doadora). A ideia é sempre colocar o maior número possível de fios por sessão. A maior parte dos pacientes realiza apenas uma sessão. Nos casos mais evoluídos, faz-se a programação para a segunda sessão após 1 ano da realização da primeira sessão.




A cirurgia é dolorida? Há dor no pós-operatório?


Um anestésico local é administrado em conjunto com um sedativo leve, que deve eliminar o desconforto durante o procedimento de transplante capilar. O desconforto durante o pós-operatório é controlado com a utilização de analgésicos e anti-inflamatórios nas primeiras horas após a cirurgia. A grande maioria dos pacientes relata que o processo é confortável, tanto durante como após a cirurgia. Anestésicos locais são utilizados durante o procedimento. Após a cirurgia é fornecido um esquema de analgesia para a prevenção da dor ao paciente, para os primeiros dois dias de pós-operatório.




Como fica a cicatriz quando utilizada a técnica FUT?


Na área doadora, fica uma cicatriz mínima, sendo que cabelos naturais da região doadora encobrem a fina cicatriz existente (que apresenta espessura média de 2 milímetros). É utilizada a técnica da Sutura Tricofítica, em que nascem fios inclusive sobre a cicatriz, que fica aparente somente quando se raspa totalmente o cabelo.




Quais são os riscos da cirurgia?


O risco cirúrgico é muito baixo. Trata-se de uma cirurgia simples, não se faz necessária a aplicação de anestesia geral, apenas anestesia local e leve sedação. A peculiaridade dessa cirurgia consiste em seu caráter artesanal (os fios são colocados um a um), pois a mesma equivale à criação de uma obra de arte, já que o processo é totalmente artesanal para que os fios restaurados tenham a aparência mais natural possível. E é exatamente por ser uma cirurgia artesanal, que sua duração média é de 6 a 10 horas, por isso é que se realiza a sedação leve, pensando no conforto total do paciente.




Sou um bom candidato?


Qualquer pessoa com boa densidade capilar e couro cabeludo saudável é imediatamente um bom candidato para o transplante. Um paciente com cabelos e pele claros – em oposição a um paciente com cabelos escuros e pele clara – normalmente tem uma maior densidade capilar, o que facilita o procedimento cirúrgico. Pacientes com cabelos enrolados ou encaracolados precisarão de menos sessões do que alguém com cabelos lisos. Apesar de naturais, os resultados variam de paciente para paciente e podem não alcançar a densidade total ou cobertura que você tinha quando adolescente.




Devo cortar o cabelo antes da cirurgia?


Não. Com os cabelos mais curtos a cicatriz da área doadora fica mais visível com a técnica FUT. É mais fácil escondê-la com os cabelos mais compridos. Utilizando-se FUE, não há a preocupação com o comprimento dos cabelos.




Que medidas devem ser tomadas antes da cirurgia?


Antes da cirurgia são necessários alguns exames e massagens na região da área doadora. A Equipe Médica fornece toda a orientação necessária ao pré-operatório do paciente.




O que acontece após a cirurgia de transplante de cabelo?


Após o procedimento, você será instruído a ir para casa e descansar. Nossa equipe fornecerá assistência completa durante o pós-operatório. O paciente receberá todas as orientações necessárias, dia a dia, para um bom acompanhamento pós-cirúrgico. Seu novo cabelo começará a crescer definitivamente dentro de aproximadamente 3 meses. São realizadas fotografias de acompanhamento do crescimento após 1,3, 6, 9 e 12 meses da cirurgia.




A cirurgia funciona realmente?


Sim. O cabelo transplantado é removido de uma área do corpo (área doadora) e transferido para outra (área receptora). O folículo transplantado não é “rejeitado” pois não é estranho ao organismo. Além disso, os fios nunca afinarão, pois preservam a memória da área doadora, garantindo um resultado prolongado da cirurgia.




O cabelo transplantado pode cair com o passar dos anos?


Não, pois os folículos transplantados preservam a "memória" genética da região doadora, ou seja, mesmo sendo transplantado para a área calva, não afinam ou caem com o tempo.




Como ficarei logo após a cirurgia?


A região receptora dos folículos (antiga área calva) ficará levemente avermelhada, pequenas crostas (casquinhas) se formam, mas desaparecem num período de 4 a 7 dias. A lavagem do couro cabeludo pode ser realizada menos de 24 horas após a cirurgia. No caso da utilização da técnica FUT, os pontos da área doadora são removidos 10 a 14 dias após a cirurgia e não são visíveis, pois os fios remanescentes irão cobri-los. O retorno às atividades normais pode ocorrer após 72 horas da cirurgia.




Meu cabelo ficará com o aspecto de “cabelo de boneca”?


NUNCA, pois a técnica utilizada é o transplante capilar de unidades foliculares, ou seja, imitamos o que acontece naturalmente com os seus fios. O resultado tipo “cabelo de boneca” acontece quando se utiliza a técnica de punch, já bastante ultrapassada, quando eram transplantados vários (10 a 20) folículos por orifício. Hoje todos prezam pela naturalidade.




Qual a idade mínima para realização de uma cirurgia de transplante capilar?


Por se tratar de cirurgia com baixo risco cirúrgico, não há idade mínima para sua realização e nem está restrita a determinada faixa etária. Muitas vezes, vale a pena esperar um pouco mais a definição do quadro de perda capilar para a realização da cirurgia nos pacientes mais jovens, o que é avaliado durante a consulta médica.




Quanto custa um transplante capilar?


Uma resolução do CRM veta a divulgação de valores de procedimentos médicos através de sites e /ou e-mails, o que impossibilita esse tipo de informação. Além disso, cada paciente é único, e precisa ter seu caso cuidadosamente avaliado em consultório para que se entenda sua necessidade e o tamanho da cirurgia a ser realizada.




Em quanto tempo o resultado da cirurgia ficará visível?


Saindo do centro cirúrgico o paciente terá uma pequena noção do resultado da cirurgia, já que as unidades foliculares são transplantadas com os fios longos, em até 30 dias esses fios transplantados caem, permanecendo no couro cabeludo as unidades foliculares que em até 90 dias produzirão novos fios. Quando esses fios começarem a crescer, seguirão o ritmo de crescimento normal dos cabelos do paciente, ou seja, 1 centímetro por mês. A visibilidade do resultado ocorre de forma gradativa, conforme os fios crescem. Entre o 5º e 7º mês, nota-se grande diferença em termos de repilação e perto do 9º mês o resultado já estará bem próximo do final.




Os fios de cabelos transplantados duram quanto tempo?


O transplante de cabelo é uma solução permanente. Os fios transplantados são para a vida toda. Eles vão com a memória das raízes da área doadora que nunca sofrem o processo de queda.




Há riscos de que os fios transplantados caiam?


Não. Os fios transplantados vão com a memória da área doadora que nunca sofre a ação dos hormônios. Por mais calvo que a pessoa fique, ele nunca perde os cabelos da região occipital do couro cabeludo. E é desta região que se retiram os fios a serem transplantados para uma nova região chamada de receptora.




Após a cirurgia, que cuidados devem ser tomados com os cabelos transplantados?


Os cabelos transplantados crescem normalmente. São cabelos naturais e que podem ser penteados, cortados e até pintados, após 30 a 60 dias do pós-operatório. Nossa equipe orienta sobre os cuidados com o couro cabeludo e com os cabelos, incluindo o uso de shampoos especiais, métodos de lavagem e medicamentos para melhor crescimento dos fios transplantados.




Depois da cirurgia, em quanto tempo o paciente pode voltar a sua rotina?


A rotina do paciente pode ser retomada em torno de 72 horas após a cirurgia. O pós-operatório imediato do transplante é um período que requer repouso e alguns cuidados especiais como a tomada de analgésicos e o uso de compressas com gelo na região frontal.





Esta formación incluye:​

  • Material impreso
  • Carpeta y bolígrafo OWA
  • Mini - catering
  • Certificado de asistencia
  • Certificado de aptitud
  • Acceso a plataforma digital con material complementario

ELIGE CIUDAD Y FECHA CON TIEMPO ¡NO TE QUEDES SIN TU PLAZA!

Certificación Avanzada Post Parto Madrid
KHINN Center
Certificación Avanzada Post Parto Málaga
Áccura Málaga
Certificación Avanzada Post Parto Madrid
KHINN Center
Certificación Avanzada Post Parto Málaga
Áccura Málaga